IMG_6646

Não muito longe da grande metrópole do Cairo, ficam mais dois importantes complexos de pirâmides de grande interesse, Saqqara e Dashur. Saqqara, a cerca de 30Km a sul do Cairo possui ainda as ruínas de um vasto complexo funerário que se extende por cerca de 6Km.

A viagem só por si é bastante interessante. É complicado deixar a cidade do Cairo, mas assim que os subúrbios começam a ficar para trás, e se começa a entrar no Egipto profundo, tudo se transforma e tudo ganha um ar bastante mais autêntico. Cada aldeia, lugar ou rua tem o seu ritmo e a sua função neste complexo sistema bastante mais primitivo mas que continua a funcionar século após século. Vendedores, carroças, motos, animais, uns vivos, outros mortos e pendurados, pessoas, pessoas e mais pessoas...

A pirâmide principal de Saqqara, onde se encontrar o complexo funerário de Djoser, rei da III dinastia egípcia, possui também a particularidade de ser escadeada, dado a sua construção em várias fases.

IMG_6637

IMG_6656 IMG_6639 IMG_6644
IMG_6663 IMG_6666 IMG_6670

 Não tão imponente como Giza, Saqqara não deixa ainda assim de ser um local de grande valor. O grande complexo de ruínas, algumas em muito bom estado, são um contributo valioso e tornam este local de passagem obrigatória para quem visita o Cairo.

Seguindo viagem chega-se a Dashur, outro importante complexo com a pirâmide principal de Dashur, que se pode visitar por dentro, e a pequena pirâmide "curvada", cujo nome deriva da diferença de curvatura da base e do topo.

IMG_6676 IMG_6684 IMG_6696
IMG_6698 IMG_6709 IMG_6737

Complicada foi a visita ao interior da pirâmide principal de Dashur, pois além da interminável descida por um pequeno corredor baixo e abafado, onde era necessário andar quase de gatas por umas boas dezenas de metros, no interior um intenso cheiro a amoníaco e a falta de oxigénio trazem ao de cima sentimentos bastante claustrofóbicos a qualquer pessoa. 2 minutos, chega, é hora de voltar à superfície!